Notícias

26 Janeiro, 2022

A CHETO VISTA POR… RUI NEGRAIS

Conheça a CHETO através do olhar do seu Responsável pelo Departamento de Compras, Rui Negrais, que acompanha a CHETO desde a sua fundação e que nos dá a conhecer as principais estratégias para o sucesso da CHETO.

 1.       Quem é o Rui Negrais e quando é que o seu percurso profissional se cruza com a CHETO?

Rui Negrais tem 48 anos, divorciado e pai de uma filha de 16 anos. Comecei a trabalhar em 1991 após concluir o ensino secundário, mas nessa altura achei que poderia e deveria continuar a estudar. Assim, fiz o curso superior de gestão e contabilidade à noite e, ao mesmo tempo, trabalhava na Arsopi Thermal. Terminei o curso em 1995 e em 2000 enverguei por outra experiência profissional até 2012. Foi nessa altura que o Projecto CHETO apareceu e eu abracei-o com toda força.

 

 2.       Quais as suas principais funções?

Em 2012, princípios da CHETO como empresa produtiva, fui contratado para o departamento de compras, função que desempenho até hoje, mas como qualquer empresa a iniciar atividade, com tão poucos colaboradores, todos temos de ser multifacetados. No meu caso foi o que aconteceu, pois passei pela qualidade (Certificação), faturação, análise de custos, orçamentação, entre outras necessidades na altura, mas isso deu-me um vasto conhecimento de todo processo CHETO e a sua realidade.

Dado que a CHETO não tem uma produção de peças, passa tudo pelas compras, assim tenho de analisar as necessidades e fazer com que tudo o que é necessário esteja disponível para utilização. Não é um processo fácil pois não é “só comprar”, é necessário saber o que comprar, saber como e quando comprar e depois o mais difícil, garantir prazos, principalmente, na subcontratação.

Neste momento, tenho um colaborador no departamento sobre a minha alçada, esta “aquisição” foi muito importante, pois com o crescimento e volume de necessidades da CHETO sob a responsabilidade de uma única pessoal era totalmente impossível.

Sou também responsável pela Logística Externa da empresa e todas as suas necessidades a nível de transporte, quer para importação quer para exportação.

 

3.       Quais os desafios que encontra diariamente?

Dado que a CHETO não tem uma produção de componentes, é um processo “limpo” (Comercial/ Projeto/ Compras/ Assemblagem/ Montagem Final), onde as necessidades passam todas pela aquisição de material e serviços. Assim, o departamento de compras tem de analisar as necessidades e efetuar compras de material e serviços e fazer com que tudo isso esteja disponível para utilização na altura ideal. Não é um processo fácil pois não é “só comprar” é preciso saber o que comprar, saber como e quando comprar sempre pensado no melhor para a empresa e depois o mais difícil garantir prazos principalmente na subcontratação.

 

4.       Que estratégias utiliza para ultrapassar esses desafios?

A CHETO tem criado ao longo dos tempos condições para podermos controlar o processo com aquisição de ferramentas (software) e formação para que os desafios sejam ultrapassados. A preparação/planeamento das tarefas e das necessidades é o grande desafio do departamento para conseguir ter o melhor desempenho. Análise atempada e precisa das necessidades e aproximação aos fornecedores durante o processo produtivo são, neste momento, as principais estratégias.

 

5.        A que se deve o sucesso da CHETO?

O sucesso da CHETO deve-se, na minha opinião, às pessoas que a compõem. No seu início, aqueles que acreditaram que era uma ideia com potencial e que criaram a empresa e fizeram crescer, procurando ir sempre mais longe e fazer sempre mais e melhor. Acho que essa vontade de fazer mais, focado nas necessidades dos clientes, faz com que esse sucesso seja uma realidade e um futuro.

 

6.        Quais são as características diferenciadoras das máquinas CHETO?

São máquinas que utilizam as melhores tecnologias existentes no mercado quer a nível de automação quer a nível de construção.

As máquinas CHETO são máquinas que conseguem combinar 5 processos numa só máquina, fresagem, furação, roscagem, mandrilagem e furação profunda. Isto faz dessa máquina uma mais-valia enorme para quem a adquirir para o seu processo produtivo.

A CHETO está sempre atenta à evolução do mercado e procura sempre acompanhar o desenvolvimento tecnológica e digital, apresentando máquinas atrativas e muito competitivas.

 

7.        Que perspetivas prevê para o futuro da CHETO?

Como disse anteriormente, a CHETO procura sempre mais e melhor, analisando o mercado e as suas necessidades. Assim só posso perspetivar um futuro promissor e um crescimento sólido e sustentado.

O objetivo de alargar a presença da CHETO por todo mundo será um processo de crescimento global muito importante para todos.

Preencha corretamente os campos assinalados com *

TEM A CERTEZA QUE PRETENDE ENVIAR ESTES DADOS?

Os presentes dados irão ser tratados informaticamente e ao seu titular é garantido o direito de acesso, retificação, alteração ou eliminação sempre que para isso se dirija pessoalmente ao responsável pelo seu tratamento (CHETO) ou por escrito, através do endereço electrónico [email protected]

Preencha corretamente os campos assinalados com *

Subscreva a nossa newsletter

Cheto Logótipo

CNC DEEP HOLE DRILLING WITH MILLING

Visite

GPS. 40°48'00.5"N | 8°30'35.3"W

Telefone

+351 256 247 970

Envie um e-mail

[email protected]

Certificado Certificado
Apoios